Header Ads

Castelão pulsa, Gustavo decide e Fortaleza vence mais uma

Caros tricolores, mais uma história digna de filme nesse último sábado na Arena Castelão, sofrimento, drama, raça, superação e êxtase tomaram conta dos corações tricolores. Mais uma vitória de virada, com gols de Bruno Melo (pênalti) e de Gustavo (decisivo demais), consolidando a primeira colocação e trazendo mais uma semana tranquila ao pici.

O Londrina veio com uma proposta de se defender e apostar em contra-ataques. Fortaleza teve a bola em seus domínios em praticamente todo o jogo. Primeiro tempo bem abaixo do tricolor, muitos erros de passes e falta de inspiração, poucas chances criadas e um castigo aos 45 minutos, com Safira aproveitando escanteio. Ceni havia perdido Marcinho por lesão aos 20' e isso complicou as ações ofensivas da equipe na primeira etapa.

No segundo tempo, com a entrada de Ederson, time contou com dois centroavantes e uma mudança no esquema tático, liberando os laterais para o ataque. Equipe portou-se muito bem, aguerrida na marcação, porém, pecava no último passe ou a bola teimava em não entrar. Aos 23' minutos, Gustavo foi lançado por Dodô e sofreu o pênalti (Goleiro rival já tinha um cartão amarelo por cera e recebeu o segundo, sendo expulso do jogo). Bruno Melo com calma deslocou o goleiro e empatou a peleja. Depois disso, foi uma pressão absurda, mais cruzamentos e ultrapassagens dos laterais e numa felicidade de Ceni (colocou Jussani como atacante) que fez o pivô para Marlon chutar e no rebote do goleiro, Gustavo explodir o estádio de felicidade.

Mais um triunfo de virada, com gols no segundo tempo, time mostra um poder mental absurdo, uma vontade grande de buscar o resultado, entretanto, está errando muito no primeiro tempo e quando tem a chance de deixar o jogo mais tranquilo não consegue e está sempre no "fio da navalha", com uma imensa pressão pelo resultado nos minutos finais. Ressaltar o gerenciamento do elenco por parte do Ceni, com confiança e moral para todos os jogadores e por preservar o atleta Getterson após sua atuação fraca substituindo Marcinho na primeira etapa.

Felipe regendo o meio-campo, laterais Tinga e Bruno muito bem nas ações ofensivas, Dodô foi um pouco discreto, mas quando participou foi decisivo, Nenê Bonilha bem na transição, Marlon incansável (apesar dos erros, é um jogador importante nesse esquema), Éderson ótima presença ofensiva, duas bolas na trave e Gustavo ("QUE HOMEM", Iluminado demais, a bola sobra para ele, briga demais com a zaga  e está no momento certo para definir a partida). O ambiente do estádio impulsiona esse time, a nação tricolor joga junto, apoia, incentiva e até é um pouco exigente em alguns momentos, mas, está com esse time para tudo que precisar. Seguimos firmes e fortes em busca dos objetivos, restam 15 finais e todo cuidado é pouco em todas as partidas, não tem jogo fácil. E um último aviso, torcedor tricolor, fique tranquilo seu coração está em ótimo estado...
Raça, União, Castelão pulsando e a mística dessa camisa. ( Paulo Matheus/ Fortaleza EC) 

Saudações Tricolores
#pontoaponto
#15finais

Por: Gabriel Viana Soares


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.