Header Ads

2 anos de um dia histórico, o recomeço



Um clube que estava jogado, abandonado, de uma torcida imensa, desmotivada e frustrada, parecia não  ter mais solução, mas tinha, tinha uma luz do fim do túnel, Voltamos.
Crédito: Pei Fon/TNH1

Depois de muitos sermos massacrados, humilhados, parecia que tudo isso não ia ter fim, parecia que nunca iamos voltar a ser o CSA, O CSA vitorioso, campeão o maior do estado. Parecia não ter mais volta, sem esperanças, sem expectativas, passaram muitos filmes na cabeça do torcedor, como eliminações para equipes como Sampaio Corrêa, campinense depois de termos feito as melhores campanhas da fase de grupos da série D, eliminações para times como coruripe no estadual. Parecia que nunca isso ia mudar, mas tinha uma esperança.

Rafael Tenório, o homem que mudou e alavancou o azulão do mutange, ele chegou com boa parte da torcida desconfiada, depois de tanto ter sido enganada a maior do estado não queria sofrer, Rafael prometeu grandes coisas, prometeu fazer um clube grande novamente, onde essa torcida voltasse a ter grandes alegrias. Ele cumpriu, vem cumprindo.
Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

No seu primeiro ano como presidente, a equipe Maruja precisava conseguir a vaga na série D através do estadual, então foi feita uma equipe muito competitiva, e conseguiu a tão sonhada vaga, a vaga pra final contra o maior rival, mas ai a primeira decepção veio, mais um título perdido para o maior rival e a torcida Azulina voltava a sofrer, ainda não era o momento de voltarmos a sorrir. Mas tinha a série D o maior objetivo do clube do ano de 2016. Mas a decepção veio logo na estreia, derrota para a fraca equipe do Parnahyba-PI, parecia ser mais um ano daqueles, passamos para o mata mata aos trancos e barrancos empatando com a mesma equipe do Parnahyba em casa, mas avançamos a próxima fase. Eram 3 mata-mata e começou com a mesma equipe do Parnahyba-PI, todos desconfiados, o Azulão não venceu nenhuma deles na primeira fase, mas logo no primeiro jogo Vitória por 2x1 lá no Piauí, e aqui no rei Pelé Vitória tranquila por 3x0. Mas ai vinha a sensação da série D, o temido Altos-PI que vinha passando por cima de todo mundo, mas o CSA era o grande, a torcida esperava e logo no primeiro jogo Vitória por 3x0 para dar uma tranquilidade, mas ainda tinha mais 90 minutos. E lá no Piauí o Altos veio   pra cima, conseguiu fazer 2x0 e o CSA passou no sufoco, mas passou. Mas ainda tinha mais um, o Ituano-SP, e aí passavam vários filmes na cabeça do torcedor, de eliminações e decepções. E no primeiro jogo a nação Azulina invadiu itu, a torcida queria, os jogadores queriam, e todos confiavam e acreditavam, vitória por 2x1 no primeiro jogo e o primeiro passo pro acesso era dado.
Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

04/09/2016, o grande dia, o dia do recomeço, dia de escrever  uma nova história, para ficar marcado na memória do torcedor azulino, dia que que voltavamos a sorrir novamente, o grande dia chegou, mas tinha mais 90 minutos, a Cidade parava pra ver o CSA voltar a ser grande, o dia de um grande recomeço de uma grande história. Uma tarde perfeita, lembrada e histórica, CSA x ituano o dia chegou. 17 mil pessoas, estádio Rei Pelé lotado, a festa era grande e o CSA entrava em campo, entrava pra fazer história, uma festa linda, e começava o jogo, um jogo sem grandes sustos, jogo perfeito, Vitória por 1x0. O juiz apitava o final do jogo e a cidade era tomada pelo povo azulino, o AZULÃO, O MAIOR DE ALAGOAS ESTAVA DE VOLTA AO CENÁRIO NACIONAL, VOLTAMOS !
Foto: portal Tnh1

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.