Header Ads

O Tribunal do Diabo no ano Tricolor

     (Foto:Mailson Santana/Fluminense FC)

O Termo "Advogado do Diabo" é popularmente empregado para definir a pessoa que defende pontos de vista que aparentemente são indefensáveis. Defender Ferndando Diniz realmente está complicado, mas o farei. 

Antes de separar o tridente e a capa preta para me dar, vamos ver quem é o verdadeiro "Advogado do Diabo" no ano tricolor.

O termo "Advogado do Diabo" é mais antigo que o filme homônimo rodado em 1997. Na Idade Média, durante o processo de canonização de determinada pessoa, a Igreja designava um "Promotor da Fé" responsável por olhar ceticamente para o candidato a santo e apontar falhas no seu processo, assim como apontar inconsistências em seus supostos milagres.

Por exercer esse papel antagônico, o "Promotor da fé" era popularmente conhecido como "Advogado do Diabo", aquele que se vira contra uma pessoa de Deus que merece reconhecimento por isso. Por curiosidade, o Papa aboliu esse ofício na Igreja no ano de 1983.

Voltando para o ano tricolor, você, leitor, pode escolher qual "Advogado do Diabo" lhe satisfaz melhor. Seria você aquele que defende o "indefensável"? Aquele que defenderá Fernando Diniz, mesmo que o time tenha entrado no Inferno do Z4, ou será você o "Promotor da fé"? Aquele que enxerga o ano tricolor de forma cética e tenta não olhar os milagres que Fernando Diniz faz com esse elenco limitado, aponta apenas para a posição do Fluminense na tabela e pede a demissão do técnico.

O tribunal já está em sessão nas redes sociais e o juiz é o presidente do Flu, cabe a ele interromper ou não o trabalho do treinador tricolor. Diniz não é santo, mas acho dificil achar alguém que faça mais milagres com esse elenco do Fluminense que ele.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.