Header Ads

Santos, sempre Santos! Dentro ou fora do alçapão

Foto: Divulgação Santos FC

A última vez que o Peixe esteve na ponta da tabela do Brasileirão foi no dia 03 de agosto de 2016, ou seja, há praticamente três anos atrás. Naquela ocasião, o time terminou o campeonato na segunda posição, justamente atrás do Palmeiras, vice líder da atual edição.

A pergunta que todos fazem agora é: O Santos terá folego suficiente para manter a ponta até o fim do campeonato? Então, traremos 5 motivos para o santista ficar ainda mais animado e os rivais, consequentemente preocupados.

1 - APROVEITAMENTO FORA DE CASA

Já havia se tornado rotina. Entra ano, saí ano e o Santos acumula pontos quando joga dentro de casa mas pouco faz quando joga fora, muito por isso, o time não conseguiu perseguir o Palmeiras em 2016 e acabou ficando com a segunda colocação.

Mas em 2019, esse carma parece ter ido embora. Com 72,2% de aproveitamento fora de casa nesse início de campeonato, o time se mantém consistente na Vila, no Pacaembu ou longe de SP e com certeza é algo que pode fazer diferença lá na frente.

2 - MODELO DE JOGO

Ofensivo, letal, compacto e intenso. O time de Sampaoli consegue atingir o ápice desses quatro pontos, em praticamente todo o tempo nas partidas, seja com dois ou três zagueiros, com ou sem centroavante, o rendimento têm estado no mais alto nível.

O treinador tem feito escolhas diferentes em cada jogo e mesmo errando as vezes, como contra o Botafogo no Engenhão, consegue corrigir durante os 90 minutos e os jogadores assimilam cada variação muito bem dentro e fora de campo.

3 - DEFESA SÓLIDA

Se tirarmos a goleada sofrida para o Palmeiras na quinta rodada, o Peixe sofreu apenas 4 gols em 11 jogos. Gustavo Henrique, Aguilar e Lucas Veríssimo tem se revezado na linha defensiva e feito um grande trabalho, quando não, atuando juntos, além de Éverson ter "roubado" a vaga de Vanderlei e feito sua parte quando necessário.

Outro ponto importante, é que quando mais tempo o time fica com a bola, menos atacado ele é. Isso se faz cada vez mais presente no time da Vila Belmiro, que ao ter mais posse nos jogos, sofre menos.

4 - ÚNICA COMPETIÇÃO

Não que esse ponto seja um mérito. Mas a realidade pro torcedor santista é uma só: Campeonato Brasileiro. Apesar das traumáticas eliminações na Sul-americana e Copa do Brasil, jogando em casa, é possível olhar o copo meio cheio.  

É possível esperar um time sempre competitivo e intenso, sem necessidade de poupar jogadores ou preservar energia preocupado em jogos no meio de semana. Em contrapartida, os rivais mais diretos ao título, tem boas chances de chegar as fases mais agudas da Libertadores e dividir suas atenções.

5 - SAMPAOLI, JOGADORES E TORCIDA

O quinto ponto, é sem dúvida o mais relevante. O que Jorge Sampaoli tem feito não só dentro de campo, mas principalmente fora dele, no aspecto social, emocional e até mesmo anêmico, tem sido o ponto chave do Peixe no ano.

O elo especial que o técnico tem criado com os jogadores, com a torcida e a cidade, é uma raridade sem tamanho no futebol brasileiro. Prova disso, é que após muito tempo, o Peixe conseguiu esgotar os ingressos de dois jogos seguidos na Vila Belmiro (Avaí e Goiás) e as expectativas dos torcedores são as melhores possíveis.

Foto: Divulgação Santos FC
Obviamente é preciso manter os pés no chão e conter a empolgação, até porque não chegamos sequer na metade do campeonato, mas com seis vitórias seguidas e liderança na conta e mais um jogo dentro de casa por vir, o torcedor santista tem sim o direito de sonhar.

Não por acaso, a próxima partida do Peixe, contra o Goiás no domingo às 11h, já conta com todos os ingressos vendidos, mesmo 5 dias antes do duelo. O torcedor vai ao estádio esperando não só mais três pontos e sim, se divertir e desfrutar o tal "amor pelo balón" que virou lema do time na temporada. E que o Santos seja sempre o Santos, dentro ou fora do alçapão.

Pedro Ramos  |  @peedrohramos



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.