Header Ads

Segundo tempo inexplicável

Caros tricolores, o Fortaleza voltou à campo na noite deste domingo para enfrentar o Corinthians, após um valoroso empate em 2 a 2 diante do Atlético em Minas Gerais. Acabamos sendo derrotados por 3 a 1 pela equipe paulista, dando um balde de água fria na empolgação da nossa torcida e escancarando mais ainda a nossa falta de opções no elenco. Próximo compromisso do leão é diante do seu maior rival no sábado dia (3/8) ás 19:00 (horário de Brasília) na arena Castelão.

O primeiro tempo foi de alternância entre as equipes, o time paulista teve mais a bola dominada, mas não assustou com tanto perigo e o Fortaleza (que era praticamente o mesmo time do jogo anterior, somente teve as ausências de Tinga e André Luís, contando com a volta de Osvaldo e Gabriel Dias ocupando a lateral direita). Tricolor chegava muito pelos lados e apostava nos contra-ataques para surpreender o rival, chegamos ao gol aos 40' após cruzamento de Gabriel Dias e cabeçada de Osvaldo, contando com uma ajuda do zagueiro Manoel. Destacar alguns problemas na saída de bola do goleiro Felipe Alves e a baixa inspiração do nosso meio-campo.

No segundo tempo, time voltou diferente sendo mais precavido com a marcação (ressaltar que as linhas estavam baixas, possibilitando espaço para o rival jogar pelo meio-campo). As substituições surtiram um efeito bastante negativo e o rival conseguir crescer no jogo. Empatou a partida aos 19' com Boselli e virou aos 25' num contra-ataque de Pedrinho. A partir daí foi um desespero total, time ficou bastante perdido em campo, não conseguindo criar oportunidades de gol e ainda levou o último gol num chute bonito de Danilo Avelar.

Foi um duro baque para a nossa torcida que vinha entusiasmada pelos últimos resultados e viu o time ruir de forma inexplicável no segundo tempo. Precisamos de reforços e de mais cabeça fria nos jogos dentro de casa (aconteceu contra o Vasco e Cruzeiro), time se acomoda nas vantagens, perde chances de matar o jogo ou deixa o rival crescer na partida e isso num campeonato desse nível traz consequências danosas. Era um jogo crucial para as nossas pretensões, tanto pelo rival que estava com alguns reservas tanto pela próxima rodada que teríamos o clássico e poderíamos estar menos pressionados.

Destacar a bela partida do atacante Romarinho, que foi a nossa melhor alternativa tanto para contra-ataques quanto para jogadas individuais e destacar de forma negativa a presença ainda como titular do atacante Kieza, não ajuda de forma efetiva e vem sendo bastante criticado pela torcida tricolor. É levantar a cabeça, trabalhar forte, e buscar os 3 pontos no clássico que pode nos dar mais moral e confiança para o restante da competição.
Osvaldo marcou o único gol tricolor na partida. (Camila Lima/Diário do Nordeste) 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.