Header Ads

Será que Marcelo Cabo já se arrependeu ?

Foto: Vila Nova FC / Douglas Monteiro.

É, nação Vilanovense a culpa não era de Eduardo Baptista, a culpa não era sua, a culpa não era minha, a culpa era e ainda é exclusivamente dos jogadores e diretoria. Marcelo Cabo terá bastante trabalho pela frente a luta desse elenco e pelo rebaixamento e cabe a ele mudar isso. Mas é como diz o ditado, “uma andorinha só não faz verão”.

O Vila Nova volta a sua realidade após três anos lutando na parte de cima da tabela, o sonho do torcedor está cada vez mais distante. O elenco conta com varias peças sem condições nenhuma de vestir a camisa do clube, a diretoria precisa tomar frente da situação antes que seja tarde demais. Jogadores como Alan Mineiro, Wesley Matos e Rafael Santos precisam fazer jus ao status de líderes do elenco e começar a cobrar mudanças de seus companheiros dentro de campo, só assim começaremos a colher frutos caso contrário a Série C que nos espere. 


O que foi visto em campo foi um time totalmente apático e ainda está batendo cabeça. Tendo em vista que vários jogadores estão sem condições de jogo como o próprio Alan Mineiro. Tá aí uma coisa que ainda preocupa. O condicionamento físico continua sendo um ponto negativo da equipe e que precisa ser discutido o quanto antes, o preparo vem caindo a cada jogo e isso pode se complicar ainda mais. 


Outro ponto que precisa ser analisado e sobre o Serra Dourada, o Vila parece que desaprendeu como se joga no estádio mais é lógico que não se pode usar isso como desculpa pela partida horrorosa de hoje, mas tem alguns meses que a equipe não consegue mais vencer jogando no estádio. Não se pode tentar tampar o sol com a peneira o erro não está no Serra Dourada, que fique claro isso. A culpa é de quem pisa naquele gramado sem nenhuma ambição e sem sede de vitória. 


O JOGO


Na tarde deste sábado (20), fomos a campo pela primeira vez sob o comando do novo treinador e nem tudo foi flores. Tivemos um primeiro tempo de partida bem movimentado, com grandes chances para os dois times. Aos 10 minutos o América chegou a balançar as redes, Jonatas Belusso aproveitou o vacilo de Diego Jussani e tocou por cima de Rafael Santos abrindo o placar, mas o bandeirinha já marcava impedimento. Lance duvidoso, o gol foi legal. 


O Tigrão aos 20 minutos em uma jogada de Alan Cariús que invadiu a área e tentou tocar, mas a bola saiu pela linha de fundo. Minutos depois, Diego Jussani aproveitou a falha do América e finalizou, Paulão evitou o gol. Aos 40’ em uma jogada parecida com a do gol anulado de Jonatas Belusso. Rafael Santos dá chutão para frente a defesa do Coelho dormiu no ponto, Bruno Mota ganhou do zagueiro e chutou cobrindo o goleiro, gol do Tigrão. Não pera. O bandeirinha anulou mais um gol legal no Serra Dourada. 


No segundo tempo o Tigrão voltou proposto a buscar a vitória, mas quem abriu o placar foi o América. Aos 12 minutos Zé Ricardo chutou, Rafael Santos rebateu para frente e Juninho não desperdiçou, gol do América 1x0. 


A torcida já impaciente vaiava da arquibancada e aos gritos de “olé”, a famosa lei do ex foi praticada. Aos 32 minutos sob protestos, Alan Mineiro cobrou falta e Diego Jussani, aquele mesmo que deixou o América para jogar no Vila Nova empatou a partida, 1x1. Jordi não teve chance de defesa. Dessa vez valeu. O Vila ainda teve inúmeras chances de virar a partida, mas não aproveitou. E ficou por isso mesmo, um tento para cada lado. 


Para o Colorado foi um empate com sabor de derrota, jogando em casa os donos da casa não conseguiram se impor e nem se quer ameaçaram o adversário com seus contra-ataques ponto forte da equipe nos últimos anos. Após a partida de hoje uma pergunta ficou no ar. Será que Marcelo Cabo já se arrependeu ?


SEM TEMPO PARA RESPIRAR 


O Tigrão volta a campo na próxima terça-feira (23), contra o Coritiba, no Couto Pereira ás 19h15. Adversário que é comandado por um velho conhecido do torcedor, Umberto Louzer principal responsável pela montagem do atual elenco Colorado.



Pra cima deles Tigrão!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.