Header Ads

Cleiton e o desapego aos ídolos

Foto: Twitter
A vitória contra o Botafogo por 2x0 foi, para mim, a confirmação de que Cleiton merece ser titular. Pelos seus atributos técnicos, como a excelente reposição de bola e a segurança embaixo das traves, mas, principalmente por um motivo que pode ser considerado polêmico para alguns: precisamos nos desapegar dos nossos ídolos!

"Desapegar" pode ser uma palavra forte. Em algumas situações, pode significar o corte de laços de maneira abrupta, doída, rancorosa, com indireta em rede social... Mas não é disso que eu tô falando. O desapego a ídolos como Victor deve ser carregado de gratidão, carinho e lembranças de ótimos serviços prestados.

No entanto, junto com esses bons sentimentos deve vir o reconhecimento de que o nosso Santo já não vive seus melhores dias há um bom tempo e não adianta criticar o preparador de goleiros (apesar dos treinamentos serem bem fraquinhos mesmo). Victor hoje, infelizmente vive de lampejos e comete falhas lamentáveis. 

Além do aspecto técnico, temos o aspecto cíclico. Nenhum jogador deve ser eterno. É legal a identificação, os recordes, mas tudo deve ter um fim. Não tô dizendo que o Victor deve ter o contrato rescindido amanhã, apenas que devemos começar a nos acostumar com um mundo onde ele não esteja no gol do Galo.

E tem outra coisa: eu, pessoalmente, sinto que Victor já não tem a mesma gana de antes. A vontade de ganhar já não é aparente, sei lá. Me parece acomodado após sete anos jogando por nós. Mas pode ser só impressão minha, também.

Enfim, precisamos abrir caminho para novos ídolos. O Galo é maior do que qualquer jogador e deve continuar, sempre olhando para frente.

Como maior exemplo de reformulação temos o River Plate, que coleciona títulos e mesmo assim remonta seu elenco constantemente. No time campeão da Libertadores de 2018 não havia nenhum remanescente da conquista de 2015, por exemplo.

Manter a base campeã de alguma coisa pode ser legal até certo ponto, mas pode gerar acomodação. E isso é inadmissível para um gigante como o Clube Atlético Mineiro.

Beijos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.