Header Ads

Dúvidas que perturbam

O Fortaleza Esporte Clube na série A de 2019 é um misto de sentimentos e uma inconstância que impressiona a torcida e deixa margem para vários pensamentos e indagações a respeito de sua permanência ou não na elite do futebol nacional (estamos fazendo uma força grande para figurar entre os 4 últimos. O jogo desta tarde diante do Vasco da Gama trouxe à tona mais uma vez os nossos defeitos e a "pulga atrás da orelha" voltou a incomodar a nação tricolor.

Obs.: Texto tende a ser mais curto para representar fielmente o futebol apresentado nesta tarde de domingo (num sol escaldante por sinal).

1. Porque insistir com jogadores que não estão rendendo?

Pode ser por confiança ou por achar que se encaixam melhor no esquema, entretanto, todos ou uma grande maioria sabe que o desempenho está aquém do esperado. (Sabem de quem estou falando?)
Felipe Pires estava em grande fase e não está sendo mais aproveitado...

2. Temos dois meias, porque não utilizar?

O esquema 4-2-4 foi e está sendo o mais usado na temporada, nos deu a copa do Nordeste e o estadual, entretanto, possui falhas e deficiências, uma delas é o povoamento do meio-campo e bola não chegar sempre com qualidade no campo ofensivo (sobretudo fora de casa, dentro de casa o time possui uma produção ofensiva aceitável). Vargas (nem está sendo relacionado) e Vasquez (quando entra muda o panorama do jogo) podem ajudar e a torcida pede mais oportunidades.

3. Porque fora de casa a bola queima no pé dos nossos jogadores?

Contra o Vasco, sobretudo no segundo tempo, tiveram momentos que não se conseguiu trocar 4 passes no campo ofensivo e era dominado pela marcação do rival. Quando possuía a chance de progredir no campo ofensivo errava o passe, perdia a bola ou tomava a decisão errada.

4. Teremos Flamengo e Grêmio na sequência do certame e ambos em casa, o que esperar?

Estava dizendo a alguns amigos, é tentar sair "vivo"(resumindo, não entrar na zona), dois empates ou tentar beliscar uma vitória contra o Grêmio (pode ser que seja o time reserva, mesmo assim de ótima qualidade) e torcer paras os rivais que estão abaixo não ganharem os seus jogos.

5. Porque nem uma "olhadinha" no VAR no lance do pênalti?

Jogar em São Januário é complicado demais, torcida perto do campo pressionando, juiz estava bem posicionado no lance e marcou com convicção, entretanto, o especialista de arbitragem do Premiere afirmou que não daria a falta em velocidade normal... Isso não exclui a nossa péssima atuação na partida, muitos erros de passes, falta de firmeza nas divididas, decisões erradas e falta de inspiração. Vasco foi melhor e nos pressionou (principalmente no segundo tempo, duas bolas na trave e ainda obrigou o Boeck a realizar defesas cruciais).

Fortaleza joga mal e é derrotado em São Januário. (Thiago Ribeito/AGIF) (Reprodução CBF) 





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.