Header Ads

Tiro ao Álvaro

(Foto: Lucas Merçon/ Fluminense FC)

Adoniran Barbosa é um dos maiores sambistas da história do Brasil. Um dos seus maiores clássicos é "Tiro ao Álvaro", samba que ele compôs no ano de 1960 e retrata o sofrimento  de um apaixonado que recebe olhares fulminantes do seu amor.
Uma equipe de futebol tem como objetivo primário fazer gols, a paixão do jogo é a vibração de ver uma rede balançando. O Fluminense fulmina a meta adversária com os olhos mas é incapaz de acerta-la, os jogadores tricolores são apaixonados que disparam "frechadas" e erram o alvo.
O Flu teve, pelo menos, 4 chances claras de gol no decorrer da última partida, a péssima mira que é comum aos atletas do Flu realmente assombra, os chutes disparados insistem em amargurar os amantes do Esporte Bretão. Creio que até os adversários do Pó-de-Arroz devem se espantar com a ineficácia da equipe das Laranjeiras, o gol parece ser um amor platônico que apenas é desejado mas nunca será alcançado.
As rodadas do Brasileirão estão acabando e o Fluminense se encontra no Z4, o flerte entre a Entidade Carioca e as redes deve gerar algum resultado. O "olhar" é bonito em canções que embalam festas, está na hora do Fluzão fazer da meta a sua "Taubua de Tiro ao Álvaro".
Ao invés de disparar olhares, chegou o momento de acertar finalizações até nao ter "mais onde furar".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.