Header Ads

Sonífera Ilha

(Divulgação: Fluminense FC)

O single "Sonífera Ilha" foi a música de estréia do grupo "Titãs" no ano de 1984. 

O então vocalista da banda, Paulo Miklos, descreveu a faixa da seguinte meneira no ano de 2012: "Um ska com uma coisa meio dodecafônica com uma frase estranha, falando uma história para boi dormir. Não sei sobre o que fala a música até hoje"

Sem saber, os "Titãns" poderiam colocar a sua música feita para "boi dormir" como trilha sonora do jogo Avai x Fluminense no último domingo.

O jogo foi realizado em uma ilha, Florianópolis não merecia a modorrenta partida realizada por tricolores e avaianos. O sono, porém, não contaminou Marcão que gritava, apontava e substituia mal.
O triunvirato: Pablo Dyego, Igor Julião e Guilherme desarmam qualquer equipe que almeja uma vitória. Marcão colocou esses 3 atletas em campo vindos do banco de reservas, o técnico do Flu teve mais de 45 minutos para pensar no potencial desse trio lamentável. Pensou errado.

A música não faz sentido, Marcão não faz sentido. Florianópolis não teve motivos para se manter acordada na tarde do último domingo. 

O resumo dessa tarde sonolenta é o fantasma do rebaixamento que insiste em assombrar o Flu, como uma embarcação que demora a desaparecer na linha do horizonte. Estamos em nossas ilhas tricolores bem acordados esperando o fim desse pesadelo que foi o ano de 2019 para o Fluzão.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.