Header Ads

Os medos são de todos

Faaala, Turma da Fuzarca!!!

O medo de errar faz com que você nunca seja completo.
É isso. Poderia resumir o time de Abel. Mas não, não é tão simplório.

O Vasco vem de anos se arrastando e isso não é novidade para ninguém. Desastres nas administrações e crise financeira dificultam a vida do Cruzmaltino.
De Eurico a Campello. Do presidente aos Beneméritos. Todos são culpados!
Mas o intuito do texto é outro. Me perdoe, Leitor. Logo, voltemos a crônica do Vasco 2020, em campo.

FOTO: Rafael Ribeiro/VASCO




Abel, após todo início crítico, parece ter medo de treinar a equipe. Titulares contra os "pequenos" e reservas nos clássicos, culminaram na eliminação precoce da Taça Guanabara. Vitória magrinha e com erros garantiram o primeiro passo na Sul-americana, porém, ainda faltando o jogo da volta.

E ontem (12), o primeiro jogo da Copa do Brasil, podemos afirmar que o Vasco precisa, urgentemente, calibrar o pé. Erros de finalizações e passes de 3m marcaram o empate diante do Altos.

Caro Vascaíno, a todo instante você chutava o ar e respirava fundo a cada bola perdida. Incrível que até o final do jogo, temi o gol da eliminação. E você também temeu. O medo foi geral.

A partida teve ALTOS e baixos (perdoe o trocadilho, amigos). o Cruzmaltino, no primeiro tempo, cansou e perder gols, devido a inúmeras questões: Falta de pontaria, campo ruim e jogadores medrosos. Já no segundo, pouco fez e chegou a contar com um escanteio para o time local no último minuto.

Sem opções no banco; sem criatividade; sem fundamentos, o Vasco segue. Só não sei para onde...

Grato,

Matheus Freitas

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.