Header Ads

Stoke sofre um "déjà four" e segue sem vencer

Neste sábado (10), o Stoke City recebeu o Tottenham em jogo válido pela 4ª rodada da Premier League. O resultado mais uma vez foi decepcionante para os Potters e o jogo pode ser considerado um déjà vu - ou déja four -, já que o último confronto entre os times foi realizado no mesmo local com o mesmo resultado.

Joe Allen atuou como armador da equipe (Foto: Reuters)
O sistema tático que Mark Hughes implementou no time pareceu funcionar, mas até a página dois, já que Hughes foi muito infeliz na escolha das peças. O ápice deste erro foi ter fixado Joe Allen, um ótimo volante moderno, para fazer uma função que ele não está muito acostumado, como meia armador. Apesar disso, o Stoke City começou trabalhando bastante a bola, porém, só levou perigo ao gol de Lloris uma única vez durante o primeiro tempo, quando Whelan acertou um belo chute de fora da área.

Antes mesmo de sair o primeiro gol dos Spurs, segundo o árbitro Anthony Taylor, Mark Hughes passou dos limites e levantou a voz em algumas reclamações. O treinador acabou sendo expulso e, na arquibancada, o técnico do Stoke City assistia os Spurs dominando o jogo e trocando passes no campo de ataque incansavelmente. Depois de um drible desconcertante de Eriksen para cima Joe Allen, que voltou pra recompor na marcação sem sucesso, o dinamarquês tocou para Son abrir o placar. 

No começo do segundo tempo, novamente Son acertou um belo chute e marcou um golaço, assim fazendo o segundo dele na partida e o segundo dos Spurs. A essa altura, a torcida estava prevendo o pior e os Spurs continuavam trocando passes. Em certo momentos do jogo, a posse de bola chegou a ficar 39% para o time da casa e 61% para os visitantes. Em seguida, Alli aumentou o placar e assim fazia a felicidade dos torcedores dos Spurs que presenciavam aquele jogo, muitos já puxavam um coro timidamente "Stoke City, está acontecendo novamente".

O auxiliar de Mark Hughes fez algumas alterações até mesmo para testar algumas peças e umas delas foi Bojan, que entrou e pouco fez, errou alguns passes e levou perigo na única finalização que tentou. Porém, ainda faltava o gol do carrasco que ainda não havia marcado nessa edição da Premier League. Na metade do segundo tempo, Son fez um cruzamento rasteiro pra área e Harry Kane estava lá, presente, onipotente e eficiente para marcar o quarto gol dos Spurs e inflamar o coro da torcida.

O Stoke tem um péssimo início de Premier League (Foto: Reuters)
Com o resultado, o Stoke City segue sem vencer nesta edição da Premier League, somando apenas um ponto conquistado e na lanterna da competição. Agora só resta juntar os cacos, perceber onde foram os erros, achar de vez um meia armador e melhorar essa dupla de volantes. Todavia, os torcedores não sabem se terão o técnico a frente do time no próximo jogo devido a expulsão. Na próxima rodada, os Potters enfrentarão outro time londrino, o Crystal Palace.

Por: Yuri Ramos

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.