Header Ads

Gundogan brilha e City derrota Barcelona em noite histórica

Foto geradora de memes (Mirror Uk)
City vence e convence pra cima do Barça.

Muito se falou após a goleada sofrida pelo City contra o Barça a duas semanas atrás. “Guardiola não é isso tudo”, “Pep é engenheiro de obra pronta” e outras. Acredito que isso não tenha afetado muito o treinador catalão, que demonstrou serenidade mesmo depois de ficar mais de um mês sem vitorias, fato inédito até então em sua carreira. Sábado contra o West Brom o time mostrou força novamente e reanimou – se para o duelo contra o Barcelona do temível trio MSN.

Chegava o grande dia. As duas equipes tinham desfalques, City sem Bravo e Barça sentindo falta dos preciosos Piqué, Alba e Iniesta. Inicio de partida e o jogo começou com a característica marcação – pressão Guardiola, City com as linhas avançadas dificultando a saída de bola do time de Luís Henrique. A parte defensiva não ajudava, porém não se pode vacilar com um time que tem Messi, Suarez e Neymar. Após escanteio para o City, a bola rebateu e sobrou para Lionel Messi ainda no campo de defesa, aí já viu né... O argentino carregou e lançou o menino Neymar, que levou pela esquerda até avistar Messi infiltrando pelo meio, o brasileiro deixou Lionel na cara do gol, o ET usou de sua calmaria de sempre e guardou. 1 x 0 Barça.

City sentiu o golpe. Após o gol, sofreu ainda mais, e quase o Barça ampliou o placar, Caballero e Otamendi salvaram o City do pior. Na da partida em que o City passava por seu pior momento veio a bonança. Sergi Roberto saiu jogando errado e passou pra Agüero, o argentino tocou pra Sterling, o inglês viu a passagem de Gundogan e assistiu deixando o alemão na cara do gol, o meia só teve o trabalho de escorar e empatar o jogo. Tínhamos um jogo.

Apagado na 1ª etapa, o belga foi protagonista na segunda (MirrorUk)
Segunda etapa. Dali pra frente tudo foi diferente. City mostrou tudo que tinha e DOMINOU O BARCELONA, precisava enfatizar essa parte, pois criamos tantas chances que podíamos ter ganhado de 4, 5. A marcação pressão funcionou mais do que nunca, imagino o orgulho de Pep Guardiola ao derrotar sua criatura com seu veneno, mas dessa vez, City deixou o Barça com a bola. O time de Manchester teve “apenas” 35% de posse de bola, suficientes para encaixotar o Barcelona e dar pouquíssimas chances ao trio MSN.

O setor ofensivo do City funcionou muito bem na segunda parte do jogo. De Bruyne deixou tudo pro segundo tempo. O belga infernizou a defesa blaugrana. E foi de seu pé direito que saiu a virada Citizen. Em bela cobrança de falta, Bruyne bateu no canto do goleiro e enganou Ter Stegen que acabou aceitando: 2 a 1 City. Após o gol, City ainda perdeu inúmeras chances de fazer o 3º e por tanto perder, quase tomou. Em contra-ataque, Suarez fez uma daquelas suas jogadas típicas e canetou Otamendi e deixou pra André Gomes só escorar para o gol. Só que os deuses do futebol fizeram o bem e colocaram aquela bola na trave.

(MirrorUk) atuação de gala na segunda etapa.
Navas entrou, eu sei, você reclamou na hora não é? Eu também, mas para o jogo de ontem era uma boa pra ele, jogar atrás de Digne era uma ótima. Foi por ali que City matou a partida e o Barça. Aos 28’ da segunda etapa, após mais uma roubada de bola na saída de bola do Barça, o Diabo ruivo deu passe magistral em profundidade para Jesus Navas que fez a única jogada que sabe e chutou/cruzou pro meio da área achando Agüero que se jogou pra marcar, mas a pelota bateu em seu quadril e graças a Jesus (não o NAVAS) sobrou limpa pra Gundogan marcar mais um e fechar o caixão catalão.

Fim de papo. Partida pra ficar na história do City e provavelmente de Guardiola, que pela primeira vez venceu o Barcelona. Venceu de forma categórica ainda. Dominando toda segunda etapa, utilizando muito do contra-ataque, algo que não é de seu feitio. Que continuemos assim. GO CITY!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.