Header Ads

Com direito a gol de placa de Hazard, Chelsea derrota seu freguês Arsenal

No último sábado (04), o Chelsea recebeu o Arsenal, em Stamford Bridge. O jogo era cercado de muita expectativa, já que no primeiro turno, esse confronto foi um verdadeiro "divisor de águas" na temporada do Chelsea, pois naqueles 3 a 0 no Emirates, no segundo tempo, pela primeira vez Conte mudou a formação do time para o 3-4-3. Além de tudo isso, para o Chelsea era a oportunidade de praticamente eliminar um rival na briga pelo título, e para o Arsenal encurtar a vantagem para seis pontos.

Alonso ganha de Bellerin e abre o placar. Fonte (Getty Images)
Durante toda a semana, Antonio Conte fez questão de destacar o quanto aqueles 3 a 0 estavam o incomodando, e para tentar o devolver, o Chelsea foi a campo com: Courtois; Azpilicueta, David Luiz e Cahill; Moses, Kante, Matic e Alonso, Hazard, Pedro e Diego Costa. No seu tradicional 3-4-3.

Como todos os adversários do Chelsea fazem nos primeiros minutos, o Arsenal subiu a marcação, com linhas altas e pressionando os zagueiros azuis, só que aos 12 minutos, após uma bola longa, Pedro recebeu de Moses e cruzou para Diego Costa, que cabeceou na trave, e com Cech caído, Alonso teve o gol aberto para cabecear e abrir o placar. Depois do gol marcado, os Blues dominaram o jogo, posse de bola objetiva, tentando a todo o momento chegar rápido ao gol adversário, mas o segundo tento não saiu. Antes do fim do primeiro tempo, Courtois salvou o Chelsea, após cabeçada de Gabriel Paulista.

O espanhol Alonso chega a 4 gols na temporada. Fonte (Getty Images)
À tônica do jogo não mudou para o segundo tempo, os azuis de Londes voltaram com muito mais fome, marcando forte e tentando roubar a bola já perto de seu gol, mas foi em um contra ataque que saiu a pintura do jogo. Após bola rebatida, Diego Costa ajeitou para Hazard, que partiu do campo de defesa, ainda no meio campo entortou Koscielny, deixou Coquelin no chão e avançou para área. Koscielny tentou o desarme e levou uma segunda entortada, e Hazard chutou para dobrar a vantagem.

O nervosismo dos Gunners depois do segundo gol era visível, Welbeck teve sua chance, assim como Mustafi, de diminuir o marcador, mas aos 40 minutos veio o golpe de misericórdia. Cech tentou sair jogando, mas mostrou que ainda corre sangue azul em suas veias e mandou no pé de Fabregas (que entrou na vaga de Pedro), que de cobertura fez um lindo gol. Giround teve tempo de diminuir o placar, mas terminou 3 a 1. 

Stamford Bridge foi a loucura após pintura de Hazard. Fonte (Getty Images)
Com mais uma vitória sobre o Arsenal, o Chelsea mantém um tabu de mais de cinco anos sem derrota em casa para os Gunners (última derrota em 2011), além de abrir 12 pontos de vantagem. O time segue voando rumo a mais um título, e para manter essa pegada, o Chelsea visita o Burnley na próxima rodada, antes também visitando o Wolverhampton, pela FA Cup. 

Autor: Gabriel Rezende "Gabiru"// Twitter: @gabridosanto

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.