Header Ads

Temos um campeonato?

Neste domingo o Chelsea foi a Manchester, enfrentar o United, em Old Trafford. O clássico que no primeiro turno marcou o excelente Blues, naqueles 4 a 0, teve outra tonalidade no segundo turno. O time da casa vinha de uma bela sequencia de 21 jogos sem perder na Premier League, seria um grande desafio para o time de Londres.

Diego reclama com o arbitro após lance irregular no gol. Fonte (Chelsea.com)
O Chelsea entrou em campo pressionado, devido a grande vitória do Tottenham um dia antes, a vantagem que já havia sido de 11 pontos, era apenas de quatro e por isso uma vitória era importante. Antonio Conte fez duas mudanças no time titular, Zouma entrou na vaga de Azpilicueta e Fabregas na de Matic.

Após vencer os dois primeiros duelos contra Mourinho, Conte não conseguiu o mesmo sucesso desta vez. O treinador português montou um sistema tático que funcionou perfeitamente, não dando saída para o italiano. Diferente das últimas vezes quando marcou por zona, Mourinho montou uma estratégia de marcação individual, e com isso ele ganhou totalmente o meio campo, Ander Herrera comandou as ações na parte central, ganhando seu duelo contra Hazard. O próprio Herrera que, dominando com a mão, puxou o contra ataque e lançou Rashforrd, ele ganhou de David Luiz e aos 7' minutos abriu o placar.

Conte até tentou, mas o duelo tático foi bem vencido por Mourinho. Fonte (Getty Images)
O United dominou completamente o primeiro tempo, envolvendo a zaga do Chelsea e criando algumas chances de ampliar o marcador. O gol saiu aos 3' minutos da segunda etapa. Herrara chutou e a bola desviou em Kante, sem qualquer chance para Courtois. Conte até tentou mudar o jeito de o time jogar, mas ficou preso no esquema de Jose. Os Blues tiveram a bola, porém não levavam risco ao gol rival, que teve algumas chances no contra-ataque.

Com a derrota o Chelsea fica estacionado nos 75 pontos, e vê os Spurs mais perto, com 71 pontos. Spurs que será o próximo adversário do Chelsea, sábado pela FA Cup. Pela Premier League, voltamos a campo dia 25 contra o Southampton, em casa, jogo crucial para mostrar ao rival londrino que o campeonato não está tão aberto quanto parece. 


Autor: Gabriel Rezende "Gabiru"// Twitter: @gabridosanto

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.