Header Ads

Adeus às Ilusões

Foto: Nelson Perez/FFC
Esperei as finais pra escrever, mas achei prudente ver a reação do time no jogo contra o Liverpool. Foi o melhor choque de realidade da pior forma possível.

Como é que nós, com um time no mínimo decente, que era pra ter vencido o primeiro jogo por 20 a 0, tamanha a superioridade, levamos sufoco e abafa de um time limitado a ponto do placar justo do primeiro tempo do segundo jogo ser 18 a 0? O time ficou sem vergonha em três dias? Não, pois o time jogou mal em 60% das finais.

Conseguimos uma vaga na Sul-Americana no sufoco e perdemos o Carioca jogando mal, Abel levando nó tático e ainda assim somente com duas falhas individuais (sendo uma com falta no lance) eles conseguiram levar o título. A torcida empurrou o time, foi exemplar e calou a maioria do estádio. Tivemos cinco ou seis jogadores na seleção do campeonato e todos estão exaltando o nosso futebol e de como Abel fez um time bom com a sopa de pedras que era o começo do ano. Mas não é o bastante e não podemos nos acostumar.

O Brasileiro começa daqui a menos de 100 horas, precisamos ter o foco necessário pra um campeonato longo e mais do que nunca reforços. Que time pode querer almejar muito tendo somente Léo Pelé na lateral esquerda? Henrique e Chaves na zaga com os reservas sendo todos de Xerém? E quando tivermos de depender de Marquinho na armação de jogadas? Richarlison será vendido e não demorará muito para tal, dependeremos apenas de Dourado e Pedro para jogar de centroavantes?

Sem reforços pontuais e decentes, o time venderá ilusões, dará um pouquinho de esperança e jogara tudo fora, tal qual foram as últimas duas temporadas. Devo lembrar que o ponto alto de 2016 foi o 4 x 2 no Atlético Mineiro (já com Fred) com show de Magno Alves e a torcida no fim gritando "ão, ão, ão, Maranhão é seleção!"?

Não deve ser pedir muito querer um ano minimamente digno e sem muitas decepções pra variar.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.