Header Ads

Em desvantagem, Tigrão agora busca o improvável

Na tarde do último domingo (30), Vila Nova e Goiás voltaram a se enfrentar na decisão do Campeonato Goiano e dessa vez não teve vantagem Colorada em campo. Goiás jogou no erro do rival e abriu uma grande vantagem para a decisão final. Com gol contra do zagueiro Alemão e com gols do Tiago Luis e Carlos Eduardo, o Goiás abriu 3x0 diante do Tigre e colocou praticamente as duas mãos na taça.

Vila errou, o Goiás aproveitou. Assim foi a primeira partida da final do Goianão 2017. Vila voltou a repetir a formação com três atacantes, mesmo sabendo dos riscos que seria. Foi um erro, Mazola sem três titulares teve que de última hora entrar com o zagueiro Brunão, Wesley Matos sentiu é não pode ir a campo. Já o volante Billy, esse no qual herdou a vaga no time titular que era de Fagner.

A bola pune e no mundo do futebol quem não faz, leva. O que o Vila Nova desperdiçou, o Goiás aproveitou. O zagueiro Alemão errou pelo lado Colorado, mas marcou pelo outro lado. Foi o único gol Colorado após doze anos fora da final do estadual, mas contra. Não teve muito que comemorar. As chances são mínimas, mas o técnico Mazola Jr acredita no improvável.

Vila Nova 0x3 Goiás (Foto: Reprodução / Goiás EC)
Em campo com três atacantes o Vila tomou as iniciativas de jogo indo para cima criando mais. O Tigre se impôs e tentou várias jogadas, o Goiás soube lidar com isso. Com a maior posse de bola da primeira etapa, o Vila levou mais pressão ao gol adversário, porém pecou nas finalizações.

Goiás em cima insistia com Carlos Eduardo, aos 47' após ganhar a bola o atacante arrancou e cruzou rasteiro, Alemão antecipou e ao tentar tirar, mandou para dentro do próprio gol, 1x0 Goiás.

Em desvantagem, Vila voltou para o segundo tempo em cima. Ao iniciar a segunda etapa o Vila teve três escanteios ao favor, nenhum foi aproveitado. Em um deles os jogadores colorados pediram pênaltis, a bola teria batido na mão do zagueiro Alex do Goiás, mas o juiz mandou seguir o jogo. Atrás do resultado o Tigrão seguiu em cima do rival, mas errava bastante no último toque.

Aos 22' Tiago Luís, cortou para dentro e chutou no meio de dois zagueiros, o goleiro Elisson apenas observou a bola entrar pelo seu lado esquerdo, 2x0. Já era tarde para o time colorado. Sem chances reais, o Vila parou tantas vezes nas boas defesas do goleiro Marcelo Rangel.

Apagado no jogo o meio do Tigrão não conseguia mais criar grandes oportunidades. É já nos acréscimos, o Goiás deu o cheque mate no rival. Aos 47' Carlos Eduardo ganhou, e na arrancada o goleiro Elisson fora do gol tentou tirar a bola do atacante, mas a bola acabou sobrando para o camisa 7 que acabou com qualquer tipo chance do Vila na partida de volta, 3x0 Goiás.

No próximo domingo (7), os rivais voltam a campo onde será conhecido o campeão do Campeonato Goiano de 2017. Para levantar o caneco, o Goiás precisa apenas de um empate, podendo perder até mesmo de dois gols de diferença. Para o Tigrão levar essa taça é preciso que vença de quatro gols de diferença. No caso de 3x0 para o Colorado, o campeonato será decidido nos pênaltis.

Vila Nova 0x3 Goiás (Foto: Reprodução / Vila Nova FC)
Opinião

Foi bastante vergonhoso o modo que a equipe do Vila se comportou em campo no domingo. Não tem como manter Billy numa equipe titular. Não sei como veio parar aqui. A equipe sentiu a falta de Wesley Matos, Fagner é Geovane considerados titulares.

Bom, não foi o dia do Vila Nova. Apesar de ser complicado, não é impossível reverter esse placar. Porém quando se tratar de Vila Nova é bastante complicado acreditar nisso. Jogadores e diretoria acredita no improvável, boa parte da torcida não.

Mais uma vez a equipe errou no momento que não se deveria, foi como se o Vila tivesse praticamente entregado o resultado a eles. "Vai lá e faça o que eu não fiz". É claro que não tiro os méritos do adversário. Mas foram erros bobos que poderiam ter sido consertados ontem mesmo, perdidos em campo a equipe se entregou. Foram covardes em certos pontos.

Mesmo que seja uma missão quase impossível, ainda nos restam 90 minutos para tentar esse feito histórico. É inexplicável a derrota de ontem, o treinador pode ter errado, porém sem um elenco a altura em mãos não se pode crucificar somente ele. Com erros e em desvantagem a equipe agora vai a busca de uma missão impossível.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.