Header Ads

Viana e JV Lideral estreiam hoje pelo Brasileiro Feminino Série A2


O Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino Série A2 teve início na tarde de ontem (10/05). Centro Olímpico (SP) e Portuguesa (SP), Grupo 2, empataram em 1 a 1, no Estádio Giglio Portugal Pichinin (Baetão), em São Bernardo do Campo (SP). Os representantes maranhenses estreiam somente hoje. O Viana receberá o Tiradentes (PI), no Estádio Nhozinho Santos, às 16h, em São Luís. O JV Lideral enfrentará o Mixto (MT), em Cuiabá, na Arena Pantanal, às 17h.

É a primeira vez que o nosso país tem duas divisões no futebol feminino, que já conta com a Série A1 em andamento. O Brasileiro Série A2 conta com 16 times, divididos em dois grupos de oito. O Viana e o JV Lideral estão no Grupo 1 com Náutico (PE), Tiradentes (PI), Mixto (MT), Tuna Luso (PA), Pinheirense (PA) e Duque de Caxias (RJ). No Grupo 2 estão Portuguesa (SP), Centro Olímpico (SP), União Desportiva Alagoana-UDA (AL), Caucaia (CE), Aliança (GO), CRESSPOM (DF), Botafogo (PB) e América Mineiro.

Classificam-se os dois melhores colocados de cada grupo. Na segunda fase, as semifinais, o primeiro colado do Grupo 1 enfrenta o segundo do Grupo 2 e o primeiro do Grupo 2 enfrenta o segundo do Grupo 1, em jogos de ida e volta. A final será realizada em dois jogos, de ida e volta. Os dois finalistas serão ascendidos à primeira divisão, o Brasileiro Feminino Série A1, de 2018.

Relembre as campanhas dos dois times maranhenses em 2016:

O Esporte Clube Viana é o atual campeão maranhense feminino, título conquistado sobre o Boa Vontade, no final do ano. No Brasileiro, quando ainda existia apenas uma divisão, o Viana caiu na primeira fase, com apenas três pontos, uma vitória (diante do Duque de Caxias por 2 x 0) e 3 derrotas. Flamengo, São Francisco (BA) e Vitória das Tabocas (PE) completavam o grupo.

O JV Lideral, time da cidade de Imperatriz, no sul do Maranhão, chegou às semifinais do estadual de 2016, perdendo a vaga para o Boa Vontade, mesmo fazendo um placar agregado maior que o do adversário (venceu por 5 x 2 o primeiro jogo e perdeu o segundo por 1 x 0), e não se classificou para a disputa da final. Fato que gerou polêmica e inúmeras reclamações contra a Federação Maranhense de Futebol. Já na Copa do Brasil, o Tricolor do Camaçari, como é chamado, teve um ótimo desempenho, chegando as quartas de final, com um time recheado de jovens jogadoras, mas acabou sendo eliminada pelo São José, equipe tradicional no futebol feminino de São Paulo.

Marcos Fernandes || Twitter: @poetafernandes
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.