Header Ads

Vitória de campeão

No teoricamente, "jogo mais difícil" do Chelsea até o fim do campeonato, contra o Everton, em Goodson Park, o Chelsea deu mais uma demonstração do porque é o líder da Premier League, e porque está cada rodada mais próximo do sexto título inglês em sua história. A dificuldade que seria esse jogo era óbvia, já que o time da casa vinha de oito vitórias consecutivas jogando em seu estádio e ainda alimentavam alguma esperança de brigar por competições europeias.

Após gol Pedro, um torcedor invadiu o campo para abraçar o espanhol. Fonte (Chelsea.com)
Antonio Conte repetiu mais uma vez a escalação mais usada na temporada. Courtois; Azpilicueta, David Luiz e Cahill; Moses, Kante, Matic e Alonso; Pedro, Diego Costa e Hazard. Os Blues no seu tradicional 3-4-3 buscava desde o inicio esfriar o ímpeto do Everton, que apoiado por sua torcida, marcava forte a saída de jogo. Essa pressão quase funcionou logo no primeiro minuto, quando Lewin recuperou a bola e arrancou com ela. Mesmo sem angulo ele chutou, a bola bateu no pé da trave e no rebote Lukaku foi travado por Cahill.

A primeira etapa do jogo teve chances para os dois lados, os artilheiros Lukaku e Diego Costa, tiveram oportunidades para abrir o marcador para seus respectivos times. O fato é que embora as duas tenham levado perigo, o jogo foi muito brigado, com alguns duelos individuais muito bons, como Hazard e Gueye.

O segundo tempo começou com um Chelsea tentando pressionar, mas sem conseguir entrar na defesa adversária. No momento em que o Everton tentava sair mais para o jogo, Pedro recebeu e se livrou no drible do marcador, e acertou um lindo chute, sem chances para Stekelemburg. Um golaço muito importante para os Blues.

Antonio Conte comemorando o gol e o título cada vez mais perto. Fonte (Getty Images)
O time da casa claramente sentiu o gol, e já não conseguia levar perigo a defesa dos azuis de Londres. E aos 33' veio o segundo. Após falta de Hazard, Stekelemburg soltou a bola nos pés de Cahill, que ampliou o placar. Deixando a vitória e o título cada vez mais próximos. Depois do segundo gol, era visível que o Everton não teria forças pra reagir, e aos 41 minutos veio o golpe de misericórdia. Fabregas e Willian, que entraram no lugar de Pedro e Hazard, respectivamente, decidiriam o jogo. O meia espanhol recebeu na área e tocou para Willian, com o gol aberto, fechar o placar.

Em seu jogo número 500 como profissional, Willian também deixou o dele. Fonte (Chelsea.com)
À vitória, surpreendente pelo placar, levou o Chelsea a 81 pontos, mantendo os quatro de vantagem para o Tottenham, que venceu o Arsenal por 2 a 0. Além da vantagem mantida, os Blues garantiram matematicamente seu retorno a UEFA Champions League da próxima temporada. O título está realmente muito próximo, faltando quatro rodadas, temos três jogos em casa para garantir o troféu, sendo o primeiro na próxima semana, contra o Boro. 

Autor: Gabriel Rezende "Gabiru // Twitter: @gabridosanto


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.