Header Ads

Até onde vai sua fé?

O Goiás venceu neste último sábado(29) o CRB por 3x0 diante de um Serra Dourado calado e de portões fechados. Há muito tempo não escrevia para esta coluna, tanto por motivos pessoais, mas também por descrença de ver o que está virando o clube esmeraldino rodada após rodada. De lá pra cá trocamos o técnico, e acertamos diversas contratações que mudaram e muito o time, se mudaram pra pior ou para melhor só cabe ao tempo nos dizer. No momento temos um técnico novo e é totalmente precoce fazer um julgamento agora, mas já observo muitos esmeraldinos voltando a falarem de acesso após duas vitórias no comando de Argel Fucks...minha opinião? Darei a seguir, mas antes quero fazer uma mini-retrospectiva do que aconteceu e enumerar alguns fatos até chegarmos aqui.

Rangel em seu momento de fé antes do início da partida contra os alagoanos
foto: Goiás Esporte Clube

1) DEMISSÕES DESNECESSÁRIAS

2017 começou a mil por hora para nós esmeraldinos, uma reformulação total de elenco e um caminhão de jogadores novos foi descarregado na Serrinha. Era um projeto comandado por Harlei e Gilson Kleina, jogadores sendo escolhidos a dedo para formarem um grupo competitivo na Série B sob comando do treinador. O estadual começou e o time parecia muito bem treinado nas primeiras rodadas, goleando nas primeiras fases da copa do Brasil e indo bem em seu estadual com melhor campanha em casa até ocorrer o "episódio Walter". Junto com isso logo após um tempo houve duas saídas que pra mim custaram muito caro para o Goiás: Harlei e Gilson Kleina. 

Uma dupla que não devia ter deixado o Goiás tão cedo; Harlei e Gilson Kleina
foto: Diário de Goiás

Torcedor, qual é seu jogador favorito no elenco atual do Goiás atualmente? Seria Rangel? Tiago Luís? Ou até o pequeno Michael? Independente de quem seja, todos os melhores jogadores esmeraldinos foram contratados enquanto Harlei estava aqui, a gestão que assumiu após a sua saída é totalmente amadora e não CANSOU de dar vergonha a nossa torcida, anunciando diversos jogadores que nunca passaram perto de fechar como nosso time, e até agora os reforços que tal gestão pífia trouxe pra mim passam longe de honrar nosso manto. Viçosa? Gustavo? Matheus Ferraz? Se há um que esta jogando um pouco a mais que o esperado é Andrezinho, de resto por mim podem fazer as malas e irem embora da Serrinha. Eu aposto que se o Harlei ainda estivesse no cargo, o Goiás teria se reforçado muito melhor, e eu nem mencionei o fracasso em deixar o Patrick ir embora de nosso time.

Quanto ao Gilson eu não preciso dizer nada, um treinador que criou um vestiário ótimo aqui na Serrinha e que tinha todos os jogadores ao seu favor fazendo o time jogar por ele, ao sair Kleina simplesmente queimou a língua de toda a fraquíssima imprensa goiana, esta que não se cansava de bombardear semanalmente nosso treinador acusando de ser insuficiente para a equipe esmeraldina e não perceber que ele usava o estadual para meros testes dando oportunidade para vários jogadores e que pra mim poderia sim ter rendido muitos frutos ao Goiás, basta clicar aqui e ver. Resultado? A torcida(que esta mais pra massa de manobra, concordando cegamente com o que as rádios goianas dizem) começou com protestos fazendo Gilson sair do Goiás, e para meu deleite ele queimou a língua da "torcida" também(principalmente aos que fizeram a faixa #ForaKleina) mudando a cara da Ponte Preta, que antes considerada candidata a queda na Série A, conseguiu ser finalista do paulistão e está dando MUITO trabalho no brasileirão. Restou para nós esmeraldinos o todo glorioso Sérgio Soares e vocês perceberam o quanto o elenco adorou ele, não é?

Resumindo o caso Kleina, a tão falada imprensa vermelha que nossa torcida acusa fez a cabeça da maioria, e se o plano dela era causa intriga dentro do Goiás e usar a torcida contra o time, eles conseguiram com muito sucesso. Kleina assim como nós esmeraldinos merece muito mais do que passar raiva aqui sobre gestão de Sérgio Rassi e companhia, que no futuro ele possa quem sabe voltar a comandar o Goiás.

2) MUDANÇAS POSITIVAS

Claro que nem tudo foi pro brejo, e se tem algum jogador que ganhou meu respeito ao longo da primeira metade do ano foi o Carlos Eduardo, se você observar no texto que citei na demissão de Gilson, eu faço uma crítica pesadíssima ao nosso atacante e hoje posso gritar com um sorriso no rosto que eu queimei a língua! Claro  que há muito o que trabalhar nele, mas a melhora foi extramente notável, principalmente no aspecto frieza.. falta apenas a finalização. O garoto tem futuro, fiquem de olho e tenham paciência(a mesma que eu não tive) com ele.

Carlos evoluiu bastante durante o primeiro semestre, e hoje é
fundamental à equipe. foto: Goiás Esporte Clube

Se você hoje escolhesse os mesmos 5 jogadores favoritos, com toda a certeza você colocaria na lista Marcelo Rangel, e pelo fato de ser um goleiro novo e com bastante futuro aqui, basta ele querer para ser o novo Harlei e ficar bastante tempo. Se posso elogiar mais alguém em nosso time é Alex Alves, que não está mil maravilhas, mas melhorou e MUITO de 2017 para seus outros anos aqui no Goiás, lembra vagamente aquele Alex de 2014. Quero ressaltar também a volta de Fábio Sanches, que mesmo expulso contra o CRB é nosso melhor zagueiro, e tenho certeza que vai se firmar no time.

Fábio Sanches retornou bem após sua lesão, a expulsão infelizmente
manchou um pouco a sua volta. foto: Goiás Esporte Clube
Do meio pra frente são poucos destaques, Jean Carlos vive de relâmpagos, Elyeser só agora começa jogar bem, Tiago sim faz uma boa temporada mas virou banco para o "extraordinário" Junior Viçosa e Andrezinho vem fazendo boas atuações. No ataque temos o Michael se destacando mas tendo muito o que amadurecer, e Léo Gamalho talvez voltando a ser o que era sobre o comando de Kleina. Me recuso a falar dos outros jogadores que compõem nosso elenco pois se não são apenas medianos, fazem atuações ridículas e só causam stress.

3) CONCLUSÃO

O Goiás claramente hoje paga por seus erros, e erros custam caro, por isso o elenco no papel não reflete na tabela do Brasileirão. Apostar em técnico que ainda não amadureceu(Criciúma), deixar um bom volante sair, demitir as peças que eram chaves do início da temporada e montaram o elenco inteiro, e depois esperar por algum treinador vir aqui e fazer um milagre... eu poderia citar muitos outros, mas prefiro parar por aqui e lhe poupar.

E sobre algum treinador vir aqui e fazer milagre, é justamente o que Argel está tentando fazer, de início acredito muito que ele pode ser o cara certo para nossa Série B. Eu costumo fazer um período de 5 jogos teste para um treinador sob pressão e vamos concordar que Argel já chegou aqui com a casa pegando fogo, e em seus primeiros dois testes conseguiu duas vitórias a primeira foi mais na raça, mas contra o CRB o time já teve uma reorganização ofensiva notável, e uma defesa muito mais bem postada, marcação em bloco eficaz(finalmente). Gosto muito  de seu discurso e a forma como cobra resultados da equipe motivando todos a darem seu melhor, acho que é isso que o Goiás precisa e não um treinador que só passe a mão por cima da cabeça  dos jogadores como Sílvio fazia, ou um treinador que não sabe se relacionar e motivar os jogadores como Sérgio Soares.

Argel chegou à Goiânia demonstrando um bom trabalho.
Foto: Goiás Esporte Clube
Argel pode ser sim o cara certo para nossa Série B mas desde que haja tempo de trabalho para o treinador. Isso não é só um defeito do Goiás mas  do futebol brasileiro como um todo que crucifica o treinador pelos resultados, e muitas das vezes o problema não está no trabalho que ele realiza, e sim no elenco ou administração e etc. Portanto nossa torcida deve ser mais PACIENTE, e usar a paciência que vocês guardaram e não gastaram com o Kleina para usarem com Fucks. 

Ter potencial não implica em conseguir o acesso esse ano, no papel até podemos ser considerados favoritos ao acesso, mas ainda há muito o que mudar se quisermos mesmo ganhar força ao longo da competição. Argel foi contratado e em sua primeira entrevista disse qual era a prioridade do Goiás: arrumar a casa, e se der certo pensar em G4. E eu faço das palavras dele as minhas.

Com a chegada de Argel, Léo Gamalho voltou a marcar e se tornou o símbolo
da atual fase esmeraldina. Foto: Goiás Esporte Clube.
Portanto esmeraldino, até onde vai sua fé? Eu confesso que em meio a tantas decepções, seja em campo, seja nas arquibancadas com punições, eu perdi a minha fé com esse time. Não acho que nossa briga seja parar subir e temo até que se subirmos para a Série A possamos virar saco de pancadas e/ou sofrer um baita desmanche assim como Atlético Goianiense e Avaí. Basta imaginar o Goiás com estes jogadores jogando a primeira divisão nacional, em qual posição você acha que estaríamos? Pra mim está na hora de aceitar nossa realidade e esperar que a próxima gestão com seu novo presidente devolva nosso orgulho de ser esmeraldino e defender o nosso estado. Acho que Léo Gamalho representa muito o 2017 esmeraldino: começou muito bem dando várias alegrias, mas por 100 dias sofreu uma enorme crise e degringolou tudo, agora a boa fase pode até voltar, mas isso ninguém sabe se irá acontecer.

Mas não me julgue ainda, eu perdi a fé, e não a paixão. O fato de eu não acreditar mais na equipe como um todo não quer dizer que vou abandonar o Goiás ou deixar de ir ao Serra Dourada, muito pelo o contrário. O Goiás precisa de nós torcedores como nunca, e nosso apoio após a punição é primordial para termos uma boa recuperação no campeonato, eu sigo cético sobre nosso desempenho na Série B, mas quero muito queimar a língua novamente e ver esse time voltar a me dar orgulho. Mas isso só o tempo irá nos dizer.


Tomara que eu esteja errado.

ARTUR PINHEIRO ll FACEBOOK
LINHA DE FUNDO ll @SiteLF













Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.