Header Ads

Primeiros 90 minutos de um Ai Jesus!

O que falar de um FlaFlu, meus amigos? O clássico em si já traz uma carga de magia e emoção, e emoção foi o que não faltou nessa noite de quarta feira diferentemente das últimas partidas de mata mata do Flamengo na Copa do Brasil. Como já diz o hino, FlaFlu é um "Ai Jesus!" E ontem foram os primeiros 90 minutos, vitória do Flamengo por 1-0 e vale frisar um detalhe que a gente não pode esquecer. Como visitante esse gol qualificado é um bom resultado mas vale também lembrar que não muda muita coisa. A atmosfera de campo não existe porque na verdade o Flamengo não estava fora de casa, assim como o Fluminense não estará fora no próximo jogo: mesmo estádio, torcida dividida - Fluminense joga no Maracanã até mais vezes que o Flamengo, embora o Mais Querido leve mais torcedores - e deve ser assim no próximo jogo. Não foi um jogo em que os times pensavam estar "jogando fora" ou "jogando em casa". Foi um FlaFlu, como de qualquer outro torneio. Sem mais delongas, vamos ao que de fato nos emociona.

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Logo no começo do jogo Rueda parecia estar cuspindo marimbondos, gritando no banco, parecia estar furioso não sei com quem, e tá certo. É preciso alguém ficar zangado de vez em quando e deixar isso bem claro. Mas foi interessante ver um time tão apático e sem sangue domingo contra o São Paulo, o que foi uma coisa chocante até, e que ontem foi muito mais interessado e com fome de jogo, disputando as bolas, bem melhor no primeiro tempo que o Fluminense. O comportamento do time foi bem diferente e é isso que a torcida valoriza, um time que briga, que se doa dentro de campo até a última gota de suor.

Além disso, o torcedor do Flamengo está se readaptando a uma situação que ele se desacostumou que e jogar com goleiro, aliás, com um bom goleiro. Diego Alves engatou uma sequencia na meta Rubro Negra e vem fazendo a diferença desde então. O paredão Rubro Negro trabalhou algumas vezes e ouso afirmar que, se fosse o Thiago que é inexperiente ou o Alex que é fraco, no gol uma das finalizações do Fluminense fatalmente teria virado gol. Diego foi seguro nas vezes que foi exigido. E jogando na balança, o arqueiro Rubro Negro foi mais exigido que Cavalieri na partida e foi importante nos momentos em que a equipe oscilou e sofreu pressão do time tricolor.

A vitória não foi muito tranquila em si, mas é clássico, parceiro. 1/2 x 0 já estaríamos comemorando, ainda mais num cenário que em 2017 o Flamengo não perdeu pro Fluminense e que emplacou sua quarta vitória no ano em cima do rival. Detalhes à parte, dominamos inquestionavelmente a primeira etapa, o gol veio de uma forma bem interessante com uma ótima troca de passes até invadir a área tricolor. No segundo tempo que o time deu uma recuada no ânimos, em boa parte até, mas na hora que precisamos lá estava a trave e o grande goleiro que já falamos.

A bola rola para a partida de volta - os próximos 90 minutos de um Ai Jesus - quarta feira que vem, dia 01/11, no mesmo estádio, na mesma hora e com os mesmos personagens principais, sem antes esquecer que enfrentamos o Vasco pelo Campeonato Brasileiro no sábado e a briga por uma vaga na Libertadores continua.

Vamos Flamengo!


Matheus Morais
@danosmorais_

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.