Header Ads

A bola parada que salva outra vez

Não é a primeira partida do CRB no ano em que a equipe faz uma partida ridícula e consegue através da bola parada se safar de um vexame. Contra o CSE, foi um belo exemplo disso. O Galo tem bons números, conseguiu quebrar um tabu na Copa do Brasil e arrecadar uma boa grana. Na Copa do Nordeste, pode se classificar nesta quinta-feira em Aracaju contra o Confiança. No estadual é a equipe com mais pontos na competição, tendo assim a melhor campanha.
Mas o futebol apresentado não agrada, e mesmo com bons resultados o treinador Mazola Júnior é muito criticado pela torcida.

Ayrton acerta um chutaço e vira o placar no Gerson Amaral
Foto: Aílton Cruz
O gol salvador de Ayrton, que deu a vitória ao CRB na partida de ontem (domingo) contra o Coruripe no Estádio Gerson Amaral, fez com que o Galo ficasse em melhores condições para o segundo jogo. A vantagem de até perder por 1 a 0 no jogo da volta alivia, mas mesmo assim a derrota não deve ser uma opção a ser levada a sério.
A partida do CRB não era agradável, os jogadores não atacavam com tanta intensidade, e aqueles primeiros minutos que se viu contra o São Paulo passaram longe de acontecer contra o Coruripe.
O balde de água fria aconteceu em um pênalti infantil do goleiro João Carlos sobre o jogador do Hulk. Se esperava ao menos uma defesa do arqueiro do Galo na cobrança, mas o gol aconteceu. O Coruripe saia na frente do placar e a apreensão tomava conta da torcida do CRB.
No segundo tempo, o Galo conseguiu dois belos gols com jogadores que vinham sendo muito criticados. Juninho Potiguar que estava no banco, entrou e acertou um belo chute para empatar a partida. E Ayrton, logo depois, em cobrança de falta fez um golaço.
A partida foi desastrosa, os gols foram bem achados, o resultado foi bem obtido mas o medo dos resultados se igualarem as atuações pífias é enorme.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.