Header Ads

A derrota do entregador de coletes

Após a derrota contra o São Paulo no primeiro jogo, o treinador Mazola Júnior disse que a vitória deles não era tão vantajosa assim. E nesta noite de quarta-feira (14), o Galo recebeu o São Paulo no Rei Pelé e o que se sente agora é vergonha.
A derrota por 2 a 0 não foi tão dolorosa assim para o torcedor, já que se considerava um resultado comum fora de casa contra uma grande equipe. Mas a derrota de hoje por 3 a 0 dentro do Rei Pelé, foi inadmissível não só pelo placar, mas sim pelas mudanças e como o time jogou.


(Pei Fon / Portal TNH1)
O entregador de coletes
Foto: Pei Fon
A equipe começou bem, pressionou o adversário e surpreendeu a todos. Mas em uma falha de Boaventura, o espaço foi aberto, a falha foi exposta, Valdívia conseguiu espaço e fez o cruzamento. Marcos Guilherme recebeu e fez o primeiro gol.
Já no segundo gol, Diego teve que marcar o jogador que estava com a bola e o que iria receber. Juliano estava no lance apenas olhando, o que deixou os torcedores com raiva, já que foi pedido a titularidade dele nesta partida e não fez por merecer.
O terceiro gol foi totalmente comum, gol em escanteio onde o jogador que sobe mais alto consegue cabecear, e Rodrigo Caio foi feliz no lance.
Era esperado que as mudanças melhorassem a equipe, mas foi completamente diferente. Pra começar, volante por volante, meia por meia e centro-avante por centro-avante.
As mudanças pífias não acrescentaram nada na partida. Um ou outro jogador mostrou serviço, como Willians Santana e Anderson Conceição, este que se machucou já no fim da partida e teve de sair. A equipe já tinha feito as três substituições, então o Galo ficou com apenas dez em campo. Mas a partida terminou em 3 a 0.

Próximo jogo


O Galo volta à campo no próximo domingo às 16h00 contra o Coruripe no Campeonato Alagoano. Leílson deve ser opção, mas a escalação deve mudar pouca coisa.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.