Header Ads

O ano de 2018 aconteceu mesmo ou foi um sonho?

Caros tricolores, o ano de 2018 foi muito intenso e cheio de alegrias para a nação tricolor, o centenário do clube foi comemorado de forma impressionante e dentro de campo tudo fluiu de uma forma sensacional. Time, torcida, comissão técnica, diretoria estavam numa mesma sintonia e caminhando juntos e no mês de Novembro comemoramos o maior título da nossa história, coroando um trabalho sensacional e muito profissional de todos os setores do clube.
Irei dividir o ano por setores, ressaltando alguns fatos importantes.

  1. Começo de 2018: Chegada de Rogério Ceni  
Ainda no final de 2017 começaram alguns rumores de quem iria dirigir o time no ano do centenário, após a saída do técnico Antônio Carlos "Zago". Ceni veio à Fortaleza participar de um evento e veio visitar seu antigo colega e amigo Bosco, que na época era preparador de goleiros do clube, conheceu a estrutura e teve uma conversa com o presidente Marcelo Paz. E o que parecia impossível aconteceu, Ceni ouviu as propostas e o projeto do clube, fez suas exigências ( que estavam ao nosso alcance) foram acatadas e o contrato de 1 ano foi assinado. Apresentação ocorreu no dia 15 de Novembro de 2017, e na coletiva de imprensa já se percebeu que seria um projeto ambicioso e de muito empenho. 

Ceni foi apresentado na arena Castelão e contou com a presença da torcida. ( José Rosa de Araújo Filho/Futura Press/Folhapress)

     2. Montagem do elenco: Apostas por meio de empréstimos

Ainda sem muito caixa devido aos anos de série C, tricolor teve que sair no mercado á procura de empréstimos visando a montagem do seu elenco para o estadual e a segunda divisão nacional. 
O nome que mais chamou atenção foi o do atacante Gustavo, que pertence ao Corinthians e que havia tido passagens apagadas pelo Góias e Bahia. Impressionou também a contratação do volante Derley, que estava vindo de suspensão após confusão quando jogava pelo Santa Cruz. 

Fortaleza conseguiu repatriar o meio-campista Edinho e ainda conseguiu assinar por 3 meses com o atacante Osvaldo, que estava com contrato assinado com o Buriram United da Tailândia. Leonan e Dodô vieram por empréstimo do Atlético-MG. 

Do elenco de 2017 ficaram algumas peças, como o Goleiro Marcelo Boeck; zagueiro Ligger; Lateral Bruno Melo; volantes Anderson Uchôa, Felipe e Pablo e alguns garotos da base do clube. 

Alguns nomes contratados: 
- Gustavo 
- Derley 
- Edinho 
- Leonan
- Dodô
- Alan Mineiro (vindo do Vila Nova) 
- German Pacheco 
- Léo Natel (Empréstimo junto ao São Paulo) 
- Osvaldo 
- Roger Carvalho
- Diego Jussani 
- Igor Henrique 
- João Henrique
- Tinga  

Gustavo era a esperança de gols em 2018. ( Divulgação/FortalezaEC)

  3. Campeonato Cearense: Derrota na final 

Time tricolor ainda em formação e o Ceni testando várias opções de jogo se comportou bem na primeira fase, com 7 vitórias e 2 derrotas e a primeira colocação na primeira fase. Gustavo se destacou logo de cara marcando 4 gols na estreia diante do Uniclinic. 

Na segunda fase, time oscilou bem mais, conquistando 10 pontos em 15 possíveis e a terceira colocação. Na semifinal, duas vitórias relativamente tranquilas diante do Floresta, ambas por 3 a 1 e passagem garantida para disputar a final contra o seu arquirrival. 

Foram dois jogos finais tensos, Fortaleza entrou com formações num tanto controversas (para grande parte da torcida) e não conseguiu se impor dentro das partidas, muito também, pelo elenco enxuto e as poucas opções de confiança que tínhamos, principalmente, no setor ofensivo. Após a final o trabalho de Ceni chegou a ser questionado, mas, a diretoria confirmou o treinador até o final da temporada.

Ceará x Fortaleza
Tricolor foi derrotado na final ( Pedro Chaves/FCF)

3. Série B: O sonho poderia se tornar realidade? 

 Começou o que tanto estávamos sonhando, o dia 13 de abril foi o dia da redenção, dia de voltar a série que nunca deveríamos ter saído, dia de lavar a alma e começar uma longa e árdua caminhada que não saberíamos se seria de alegria ou não, mas, que deveríamos nos empenhar ao máximo pelo nosso sonho, e com um gol de falta de Gustavo aos 49' do segundo tempo decretando a virada e a vitória por 2 a 1 diante do Guarani nos alertou de que algo muito bom estava reservado para nós. Time teve algumas mudanças, Alan Mineiro foi embora, assim como o atacante Léo Natel e as chegadas de Jean Patrick e o aproveitamento ao máximo do atacante Osvaldo, que iria embora em Junho. 

O inicio foi histórico, um recorde superando o Guarani de 2009 , 22 pontos em 24 disputados, segue a lista dos jogos: 
 Fortaleza 2 x 1 Guarani - Gols: Tinga e Gustavo - 13/04/18 
Boa Esporte 0 x 2 Fortaleza - Gols: Bruno Melo e Edinho - 17/04/18 
Fortaleza 3 x 1 CRB - Gols: Osvaldo; Bruno Melo e Jean Patrick - 24/04/18 
Londrina 1 x 1 Fortaleza - Gol: Gustavo - 01/05/18 
Fortaleza 3 x 0 Goiás - Gols: Gustavo; Ligger e Dodô - 12/05/18 
Figueirense 1 x 3 Fortaleza - Gols: Bruno Melo; Edinho e Gustavo - 18/05/18 
Fortaleza 2 x 0 Criciúma - Gols: Gustavo e Leonan - 22/05/18 
Fortaleza 1 x 0 Sampaio Corrêa - Gol: Gustavo - 02/06/18 

Conseguimos chegar a liderança na 5° rodada após a vitória diante do Goiás por 3 a 0 e de lá não saímos mais. Perdemos nossa invencibilidade somente na 10° rodada diante do São Bento fora de casa, jogo onde estávamos com vários jogadores suspensos e a condição física dos atletas estava debilitada. 

Campeonato seguiu, seguimos firmes na liderança, contratamos o Meio-campista Marlon junto ao Sampaio e assim conseguimos suprir a ausência de Osvaldo, entretanto, as vésperas da  12° rodada tivemos um baque, Edinho vendido ao Atlético-MG, jogador muito importante no esquema do Ceni. Chegaram os atacantes Marcinho (empréstimo do Internacional) e Wilson. Uma turbulência afetou o time perto do final do primeiro turno, duas derrotas seguidas, diante de Ponte Preta (fora de casa) por 2 a 0 e para o Atlético-GO no castelão por 1 a 0, ligaram o sinal de alerta e diminuiu a distância para o vice-líder CSA que seria o próximo confronto fora de casa. Time conseguiu segurar a pressão e saiu com um empate sem gols de Maceió. 

No final do primeiro turno, a chegada do atacante Ederson reacendeu o time, que venceu bem fora de casa o Juventude por 3 a 0 e teve um ânimo novo para a segunda metade do certame. O jogo do returno em Campinas mostrou que nossa camisa pesa demais e que esse time era especial, conseguiu virar de 2 a 0 para 3 a 2, mostrando muita alma e raça dentro de campo. 

4. JOGOS ESPECIAIS (OPINIÃO DO COLUNISTA) 

Fortaleza 3 x 0 Goiás - 5° rodada - Solidez e Confiança

Time naquele dia foi quase uma perfeição, posse de bola, pressão, abusou dos cruzamentos no primeiro tempo, entretanto, não deu nenhuma chance para o rival e ainda chegou na liderança e de lá não saiu mais. Esse jogo mostrou para todos que o nosso time estava em ascensão e que iria dar muito trabalho na competição.

Fortaleza x Goiás
Fortaleza fez um jogo muito sólido e saiu vitorioso. (Pedro Chaves/FCF)

Fortaleza 1 x 0 Sampaio Corrêa - 8° Rodada - Recorde alcançado 

Foi o jogo que sacramentou  recorde de pontuação nas rodadas inciais e consolidou de vez a nossa campanha. Destaque para a nação tricolor que lotou o castelão e com mais uma bela festa, com direito a mosaico duplo, um em apoio ao Fortaleza e o outro em alusão a seleção brasileira. Jogo foi bastante truncado e conseguimos somente marcar uma vez, com o nosso camisa 9 Gustavo, mas, foi suficiente para os 3 pontos.

Resultado de imagem para fortaleza x sampaio
Torcida deu mais um show nas arquibancadas e o time garantiu os 3 pontos. (Divulgação/FortalezaEC) 


Guarani 2 x 3 Fortaleza - 20° Rodada - "Aquelas camisas tricolores" 

Jogo muito complicado, onde mostramos a nossa alma e mística daquelas camisas tricolores, saímos para o intervalo perdendo por 2 a 0 e no segundo tempo viramos para 3 a 2, com o gol do triunfo saindo aos 49´minutos e levando a loucura a torcida presente em Campinas. Destaque desse jogo para o atacante Wilson, que entrou muito bem, tendo participação direta em dois gols. Nessa partida mostramos a nossa força física, mental e de espirito e que não estávamos na liderança à toa.

Resultado de imagem para guarani x fortaleza
Comemoração do terceiro gol. Êxtase total. ( Djalma Vassão/Gazeta Press) 

Sampaio Corrêa 1 x 0 Fortaleza - 27° Rodada - Alerta ligado

Inseri esse jogo na lista porque foi um dos nossos piores jogos na competição, vinhamos em um declínio técnico, e de uma derrota fora de casa diante do Criciúma por 2 a 0, jogando um futebol pífio. Pelas circunstâncias dessa partida, rival vinha muito desfalcado e o nosso time pareceu muito apático e não conseguiu o triunfo. Essa partida foi o nosso divisor de águas, muitas críticas advindas da torcida e até alguns áudios "fakes" que duvidavam do elenco foram divulgados nas redes sociais. Nesse momento, precisava-se uma união de todo o time, comissão técnica e diretoria em busca do objetivo. 

Sampaio Corrêa x Fortaleza
Um dois piores jogos do Fortaleza na Série B. (SporTV/Premiere) 

Fortaleza 2 x 0 Vila Nova - 28° Rodada - "Recomece a acreditar" 

Nesse jogo estávamos pressionados, tínhamos que ganhar de qualquer forma, os rivais estavam se aproximando e o time precisava de uma resposta imediata. Mais de 27 mil tricolores estiveram na arena Castelão e viram um time "combativo, aguerrido, vibrante e forte". Tiramos um fardo de 100 kg das costas e na minha visão depois daquele jogo estávamos blindados, porque o rival teve chance de abrir o placar e nos complicar e não aconteceu. Destaque para Ederson, que entrou na segunda etapa e fez os dois gols do jogo. 

Leão volta a vencer dentro de casa com apoio de sua apaixonada torcida. (Gustavo Simão/ Fortaleza EC) 
Fortaleza 1 x 0 Paysandu - 32° Rodada - Parabéns meu Leão

Jogo festivo, após a comemoração do centenário, onde a cidade se rendeu as nossas cores e vários pontos turísticos foram iluminados e contaram com a presença da imensa nação tricolor. No estádio, mais um show da nossa torcida, mosaico gigante e um castelão abarrotado de torcedores. Jogo foi muito difícil e truncado, mas, naquele minuto favorito da nossa torcida, aos 47 do segunda tempo, Wilson achou Gustavo na área e o camisa 9 não perdoou. Vitória e centenário comemorado de forma completa.

Nação tricolor fez mais uma linda festa. (Divulgação/FortalezaEC)
Atlético-GO 1 x 2 Fortaleza - 34° Rodada - Na elite novamente

A tarde fria e chuvosa de Goiânia iria nos reservar um dos capítulos mais bonitos da nossa recente história, com gols de Gustavo e Bruno Melo e a contando com tropeços dos rivais, o leão carimbou seu passaporte para a primeira divisão com 4 rodadas de antecedência.
Destaque para a atuação magistral do goleiro Marcelo Boeck.

Festa tricolor e retorno á elite após 12 anos. (Divulgação/ FortalezaEC) 

Avaí 0 x 1 Fortaleza - 36° Rodada - Escrevemos a história 

O Fortaleza e sua imensa torcida precisava desse momento de êxtase total, de alegria exacerbada e de consolidação de um trabalho árduo e dedicado de um ano inteiro. A liderança foi nossa o campeonato todo e acesso já tinha sido conquistado, faltava somente cravar o nome na história e eternizar esse elenco, e na tarde chuvosa de 10 de novembro de 2018, com um gol do Rodolfo (Herói improvável) aos 49' do segundo tempo, fez explodir os corações tricolores de felicidade. 

CAMPEONATO BRASILEIRO 2018: SÉRIE B - AVAÍ X FORTALEZA
A taça vem para o Pici. (Fernando Remor/O Fotográfico/Gazeta Press) 
Fortaleza 4 x 1 Juventude - 37° Rodada - Festa Tricolor 

No último jogo em casa no campeonato, o jogo da entrega da taça e para festejar o título nacional diante da nação tricolor. O importante era comemorar e o resultado do jogo pouco importou. Êxtase total na arena Castelão, com imagens que jamais serão apagadas pela nação. 

Boeck levantou a nossa taça de campeão brasileiro. ( Opovo/ Gustavo Simão)
5. Marketing e Torcida 
 
Esses dois pontos foram cruciais e importantíssimos no ano do nosso centenário, a venda de milhares de produtos, de diversas camisas (de jogo, de viagem, camisa social). ações por toda cidade no mês do centenário, além da produção de um filme contando a história do clube. Ressaltar a participação do projeto "LEÃO 100" que arrecadou muita verba para a modernização da faixada do clube e de outras obras importantes tanto na sede quanto no centro de treinamento Ribamar Bezerra. Crescimento absurdo das redes sociais, engajamento da nossa torcida dando muito certo e estamos alcançando patamares muito elevados. 

Sobre a torcida, foi mais um ano fazendo espetáculos nas arquibancadas, sendo reconhecida mundialmente, combustível para o nosso time nos momentos mais dificies. Quebramos recordes de público e conseguimos colocar mais de 200 mil pessoas em 4 jogos seguidos em casa. 


Um dos exemplos da nossa força nas redes sociais, e os números não param de subir. (Twitter.com/FortalezaEC)

6. DESABAFO DO COLUNISTA 

Queria primeiro pedir desculpas pela demora na postagem dos textos, muita correria. 
Quem viveu esses 8 anos de sofrimento, angústia, onde nada dava certo e não não parecia ter fim, mas, em 2017 foi diferente e estávamos de volta á segunda divisão. Sabíamos das dificuldades e dos percalços que iriam existir, mas nunca baixamos a guarda e deixamos nos abater e a recompensa veio com o maior título da nossa história. Não deem ouvidos para quem tenta desmerecer ou achar que não vale muito essa conquista, essa estrela que você agora carrega no seu peito foi conquistada com muito suor, trabalho e sangue de todos que fizeram parte do Fortaleza em 2018 e nada vai apagar a nossa história. Teremos um 2019 muito complicado e cheio de novos desafios, mas, com a torcida de leais, esse clube sabe que pode sonhar com o impossível. 

"Cada cicatriz que temos, é a confirmação de que uma ferida sara. Cicatrizes são marcas de superação que só um verdadeiro guerreiro possui." (Helena Galdino) 

Por: Gabriel Viana Soares
SAUDAÇÕES TRICOLORES

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.