Header Ads

Acabou o esquema

Foto: Ramon Bitencourt / O Tempo
Saudações.

A última semana do Galo foi uma das piores possíveis. Praticamente eliminado da Libertadores, sem treinador, polêmicas em torno do treinador da nossa filial paranaense, além da ótima fase do nosso rival. Ou seja, era o pior cenário possível para o clássico.

Entretanto, o que aconteceu no Mineirão foi bem acima das nossas expectativas. O time não fez uma partida perfeita, mas temos que admitir que a performance foi melhor do que contra o Cerro Porteño. Tanto que o badaladíssimo Cruzeiro não foi superior em nenhum momento, inclusive precisando do juizão para ganhar a partida. (FMFranga que fala, né?)

Foto: Douglas Magno / BP Filmes
O JOGO

O jogo em si, foi truncado. Até começamos bem, com Luan acertando o primeiro chute de fora da área em 5 anos jogando pelo Galo. E foi só.

Entretanto, apesar de não termos criado tantas chances, era visível a melhora na postura da equipe. O time não estava desorganizado e afobado como nos últimos jogos. Tanto que o gol do rival saiu apenas no fim do primeiro tempo e com a cagada da bola ter desviado no Léo Silva. 

O segundo tempo foi ligeiramente melhor. Ricardo Oliveira perdeu uma chance clara (e surpreendeu um total de 0 pessoas), mas na sequência recebeu a bola de Chará e empatou. 

Mas como atleticano não tem 5 minutos de paz, o adversário empatou aproveitando falha da defesa do Galo em cobrança de escanteio. 

Falando em defesa, vale destacar a excelente partida de Igor Rabello. O camisa 9 mau caráter do Cruzeiro não ganhou uma bola sequer do nosso zagueiro. E na única chance que teve, fez gol de mão, que foi corretamente anulado com a ajuda do VAR.

E abrindo outro parêntese, vamos falar dessa merda de VAR. O Cruzeiro jogou pouco e só ganhou por causa da boa vontade do árbitro. Algo surpreendente, já que claramente a Federação Mineira de Futebol é atleticana, assim como todo mundo, né, Itair Machado?

O esquema do Galo com a FMF é tão real quanto a ameaça comunista no Brasil.

Por fim, posso dizer que, apesar da derrota, o saldo foi positivo. Rodrigo Santana conseguiu ajustar minimamente o time com só dois dias de treinamento. E acredito que ele segue até o segundo jogo, por motivos de só ter Dorival Júnior e similares no mercado.

Por enquanto, é isso. Forte abraço.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.